Translate

13/06/2010

O CRIADOR







Fenômenos do dia a dia
De bela e rara beleza
Às vezes até comuns,
Nos esclarecem a certeza
Do porque de sua existência
Na misteriosa natureza

As coisas não saem do nada
Alguém tem que fazer
E quando elas são belas
Bom gosto tem que ter
Quando elas são Divinas
Iluminado é este ser

Quem será que organizou
A intrigante cadeia alimentar,
Onde o gafanhoto existe
Para o sapo o devorar
Este será engolido pela cobra
Que a coruja irá matar

Porque as tartarugas
Nascendo vão para o mar
Poderia ir para terra firme
Para sua fome saciar
Quem foi que disse a elas
Que o mar é o seu lugar

E a casa do João-de-barro
Com a porta em detalhe sutil
De costas para o vento e a chuva
Muita gente não descobriu
Fato sempre despercebido
Por muito engenheiro civil

Quem criou a polinização
Um cruzamento sem copular
É a planta na intimidade
Diante de todos a olhar
Tendo como responsáveis
O vento, os insetos e o ar

A nossa própria concepção
Uma bela vida a iniciar
Começa pela disputa
Ao óvulo para fecundar
Uma corrida de milhões
E só um que irá chegar

E como explicar nosso corpo
Tamanha é a perfeição
O cérebro inteligente
No comando de toda ação
Irrigado pelo sangue da vida
Impulsionado pelo coração

Não tem câmera mais perfeita
Que a máquina de enxergar
Alojada na cavidade óssea
Iris, Retina e o Globo Ocular
Sem ela não tem luz e cores
Para as belezas contemplar

Quem cria também sabe
Como tudo vai acabar
Se for algo mal criado
Com certeza irá descartar
Mas se a criação for boa
Ao seu lado vai eternizar

Quão belo é o poder dado
Para o homem agir e pensar
Uns se voltam para o bem,
Estes têm merecido lugar
Os que envolvem na maldade
Ao criador terá que explicar

Quem criou tudo isto
Em todos os detalhes pensou
Inclusive um livro de instrução
Em parábolas nos deixou
E para esclarecer as dúvidas
Seu único filho nos enviou

Só mesmo um grande ser
Com poder sobrenatural
É capaz de tudo realizar
Desde o nosso ancestral
Cuidando de cada detalhe
De forma tão magistral

Dê o nome que quiser
Para este notável criador
Desde que o respeitem
Com o merecido louvor
Eu o venero chamando
De grande Deus de amor.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Um comentário:

Dalva disse...

BONITO.. COMO TUDO QUE VC FAZ..
No teu blog ou do teu CORDEL eu me alimento.. e acredite esta energia me faz continuar.. continuar...
beijuuussssssss